COMIDA DE VERDADE PARA CRIANÇAS – O Brasil é um dos líderes nos rankings mundiais de obesidade infantil e isso comprova em números como nos desconectamos da comida de verdade. É comum vermos adultos que não têm a mínima ideia de como preparar uma refeição e não sabem identificar frutas e vegetais e o fato dos índices de obesidade estarem em ascensão mostra que as coisas não estão melhorando.

Conectar as crianças à comida de verdade pode ser uma tarefa difícil, mas não impossível. Em vez de compartilhar coisas nas redes sociais achando que estamos fazendo alguma diferença, é muito mais importante e necessário fazer coisas que estão ao nosso alcance, como ajudar a melhorar a relação das próximas gerações com a comida.

Depois que descobri a alimentação low carb e me conectei bem mais com a comida de verdade, muito mudou na forma como eu percebo o mundo e, sendo mãe de duas crianças pequenas, sei que exerço um papel muito importante em relação ao desenvolvimento da consciência alimentar deles.

Com base nas minhas vivências com a duplinha, listei algumas dicas que acho importantes para quem quer criar filhos que entendem o valor da comida de verdade:

 

1# Dica | Comida de Verdade para Crianças

Explique o porquê das coisas

 

Eu não sei você, mas eu não fico motivada a fazer coisas nas quais eu não vejo sentido. Como bons seres humanos especialmente curiosos, as crianças também são assim.

Dedique um tempo para explicar pra eles como os alimentos são produzidos, refletir sobre o quanto de lixo aquele alimento gera e outras coisas que vão ajudá-los a entender o contexto. A hora do preparo e a hora de sentar para comer são as melhores porque todos os sentidos estão envolvidos.

Eu gosto de explicar para eles sobre o que acontece antes do alimento chegar à gôndola do supermercado e explico para eles que faz muito mais sentido a gente comer coisas produzidas perto da gente, que gastam menos combustível para chegar até nós e provém o sustento para famílias como a nossa e não de mega corporações.

Volta e meia eles pedem alguma coisa com uma imagem de algum personagem, daí eu explico que existe o merchandising, licenciamento, que aquilo custa uns 25% mais caro só porque explora a imagem do personagem…

Muitas vezes mesmo depois da explicação eles continuam querendo e às vezes eu cedo, mas não deixo de explicar nunca o que aquilo significa, e aos poucos vejo que eles vão ganhando consciência sobre esses assuntos.

O Gui tem 6 aninhos e é uma pessoa incrível que está vivendo uma fase muito linda. Ele super se engaja nessas conversas e volta e meia refletimos juntos sobre como era a alimentação na pré-história e como é nos dias de hoje, com o acesso a tudo o que temos. Com palavras simples, tudo pode ser explicado!

 

 

2# Dica | Comida de Verdade para Crianças

Dê poder de escolha

 

A gente sempre fala por aqui em obedecer o apetite e comer quando tem fome, mas quando se tem filhos e se é o responsável em preparar toda a comida (e ainda por cima lavar a louça), não dá para ser assim. Além disso, deixar que eles escolham onde e quando querem comer é complicado porque acaba formando hábitos ruins.

Só que existem algumas escolhas que eles podem fazer sozinhos, como a quantidade de comida que querem, se querem ou não repetir e se preferem o feijão ou o arroz por cima. Às vezes é difícil ver os pequenos comendo pouco, mas lembre-se que o estômago deles é bem menor que o nosso.

Todo mundo gosta de saber que a sua vontade está sendo respeitada, proporcione essas oportunidades para eles sempre que possível!

 

3# Dica | Comida de Verdade para Crianças

Incentive a atenção e a conexão familiar ao comer

 

Vale para adultos e crianças: evite estar perto dos eletrônicos na hora da comida, mesmo a TV pode ser uma distração do que realmente importa: o alimento. Jogos, desenhos animados e tantas outras coisas que adoramos colocar para que a criança fique quieta à mesa devem ser dispensados nesse momento. Aproveitem o momento em família!

Aproveite a refeição para conversar de forma leve e divertida sobre a cor, textura, cheiro e sabor dos alimentos. Os incentive a distinguir vegetais e frutas, ensine o que é cada um.

 

 

Também é legal comparar um alimento com o outro, quando tiverem cor e sabores parecidos, como no caso de algumas frutas vermelhas. Mexer com a parte sensorial dos pequenos é uma ótima pedida para conectar eles ao que comem.

Buscar reunir a família à mesa também é importante. Eu sei bem como uma refeição com crianças pode ser insana e barulhenta, mesmo assim é preciso um esforço para compartilhar com eles a hora da refeição.

A sensação de pertencimento à mesa é importante e isso só vai acontecer se você estiver junto da criança nos horários em que vocês costumam fazer as refeições.

 

4# Dica | Comida de Verdade para Crianças

Crie uma relação saudável com fast food e produtos processados

 

O acesso fácil a produtos alimentícios processados e fast food é uma ameaça para adultos e crianças, porém especialmente as crianças estão mais expostas, já que elas estão menos conscientes dos efeitos nocivos do consumo em excesso desses alimentos.

Só que crianças amam doce! Os meus dois adoram. E eu não quero privá-los de comer nada, mas acho que posso ensinar eles a ter uma relação saudável com esse tipo de alimento, sabendo que o consumo em excesso é perigoso e não deixando se criar um hábito de consumo diário de doces, alimentos processados e fast food.

Para o cultivo dessa relação mais consciente com a comida, procuro encaixar esses alimentos em passeios e viagens, que acontecem mais aos finais de semana e são situações fora da nossa rotina. Quando passeamos, eles tomam sorvete, chupam picolé, comem açaí.

 

 

No dia a dia é importante não oferecer doce após todas as refeições, senão cria-se o hábito de esperar o doce após a refeição que é bem difícil de desconstruir.

Em casa, faço um bolo para eles perto do final de semana, um bolo convencional mesmo bem caseiro, faço pequeno para não se entupirem e coloco menos açúcar do que as receitas recomendam para já ir adaptando o paladar deles para não gostar de coisas ultra doces.

Ninguém sente falta do que nunca teve contato, então obviamente procure manter seus pequenos longe do fast food o máximo que conseguir. Os passeios fora da rotina são boas ocasiões para um lanche no fast food ou uma pipoca bem melecada no cinema, levá-los de vez em quando não precisa ser um problema.

Em casa, é essencial não estocar iogurtes açucarados, biscoitos, chocolates, balas e pirulitos: quanto mais longe dos olhos, mais fácil fica evitar. Vale para nós e para os filhos 🙂

Limitando esses momentos, será mais fácil da criança entender de forma saudável quando e como consumir alguns alimentos não tão saudáveis assim.

 

5# Dica | Comida de Verdade para Crianças

Leve as crianças para comprar a comida

 

Eu tenho dois meninos que atualmente têm 3 e 6 anos, então vou recomendar uma das experiências mais estressantes da maternidade para mim: fazer compras com crianças!

Mas não precisa ser sempre! De vez em quando, leve eles ao mercado ou à feira, peça para colocar os vegetais nos saquinhos, converse sobre os nomes dos vegetais e quais eles gostam e não gostam, quais nomes acham engraçados.

Conforme eles vão crescendo, é importante pedir ajuda com as tarefas dentro do mercado e trocar ideia com eles sobre os preços – economia doméstica também é um aprendizado muito importante para a vida!

 

 

6# Dica | Comida de Verdade para Crianças

Cultive comida

 

Vale muito a pena ter uma hortinha, seja ela em pequenos vasos para os ambientes pequenos ou no quintal.

Para quem o espaço é realmente um problema, dá para ter ao menos os temperinhos que você mais usa. Além de ser uma maneira das crianças verem vasos preparados e as plantas crescendo, você também sempre vai ter temperinhos frescos na cozinha!

 

 

Serve tanto para a criança ter contato com a textura e cheiro dos alimentos como para participar de todo o processo do alimento: da semente à refeição, por vezes, preparada com a ajuda da criança.

Outra iniciativa que é cada vez mais comum é a ocupação de terrenos sem uso para a criação de hortas urbanas, que envolvem a comunidade e sobrevivem de trabalho voluntário. Verifique se a sua cidade oferece esse tipo de experiência e vá com as crianças nem que seja para uma visita. Além de aprender sobre os alimentos eles também aprendem a participar ativamente da cidadania.

A escola também é um ambiente ótimo para uma pequena horta cuidada pelos alunos. Se na escola dos seus filhos ainda não tem e existe espaço, que tal organizar uma iniciativa?

 

7# Dica | Comida de Verdade para Crianças

Cuide da relação emocional dos seus filhos com a comida

 

Essa não é fácil, até porque muitas pessoas adultas continuam com questões emocionais com a comida, mesmo magras (eu inclusa). Mas prepará-los nesse sentido pode poupar muitos problemas com imagem corporal, comer compulsivo e outros transtornos alimentares.

Não use a comida como recompensa ou moeda de troca. Sei como é difícil, às vezes, não usar o ato de comer tudo que tem no prato como troca para um brinquedo ou passeio, nem ofereça doces para a criança parar de chorar. É de pequeno que se aprende a lidar com as emoções mais difíceis comendo e ver na comida uma válvula de escape.

Também não é uma boa se referir a alimentos, por mais que sejam processados ou açucarados, como “lixo”, ou “veneno”, já que não é o fim do mundo comer essas coisas de vez em quando. Esse terrorismo com a comida bem como a proibição total de consumir alguma coisa pode acabar gerando um efeito ao contrário do que se deseja!

Evite falar aos seus filhos que esse ou ou aquele alimento engorda ou emagrece, o certo é classificar a comida no que é saudável ou não.

Aqui é possível pesquisar um pouco sobre cada alimento para conversar com a criança. Se ela souber, por exemplo, que a cenoura tem vitaminas ótimas para a saúde dos olhos e até para ajudar no crescimento, tenderá a gostar mais da ideia de comer mais dela. Qual criança não quer “crescer forte como” o personagem favorito? Use isso à favor da comida de verdade!

 

8# Dica | Comida de Verdade para Crianças

Aproveite a fome para fazê-los experimentar

 

Ofereça para a criança primeiro os alimentos que ela não conhece ou conhece pouco e depois os que já são conhecidos, assim a fome vai falar mais alto que o medo deste ou aquele alimento serem ruins para o paladar deles.

Se ela não quiser, sem problemas, tente de novo na próxima! Os meus são “de lua”, às vezes gostam de uma coisa e às vezes, não.

 

 

Evite ficar mandando a criança comer isso ou aquilo, como se houvesse um passo a passo a ser seguido em cada refeição. Isso além de tornar a refeição chata para a criança, faz com que ela queira fazer exatamente o contrário do que você quiser.

 

9# Dica | Comida de Verdade para Crianças

Facilite as coisas pra eles

 

Lidar com talheres pode ser complicado para os menorzinhos, e nessa hora é uma ótima ideia deixá-los comer com a mão. Enquanto preparo a refeição, monto uma tigelinha com rodelas de pepino, cenoura e tomate cereja para eles petiscarem antes, eles comem muito mais do que se colocasse essas coisas no prato junto com a comida quente.

Gosto de dar o brócolis e a couve flor em floretes maiores, daí eles pegam com a mão e vão mordendo. Bonitinhos!

 

 

Também é um bom incentivo manter lanches saudáveis à vista e ao alcance das mãozinhas deles. Se bater a fome, nada melhor para a criança do que ter acesso à frutas e castanhas fresquinhos na geladeira ou em algum armário.

 

10# Dica | Comida de Verdade para Crianças

Gerencie o consumo de líquidos

 

A mesma dica vale para adultos e crianças. Como já disse nesse artigo sobre bebidas na dieta low carb, é bom ter o hábito de beber água quando sentir sede e deixar qualquer outra bebida para um consumo eventual.

Os meus adoram suco de laranja, mas eles não param de pedir e não sossegam enquanto eles não terminam com tudo, então deixo os sucos mais para eles beberem quando estamos na rua. Na escola eu sei que eles também tomam. Em casa, é água pra todo mundo!

Sem contar que os sucos também ocupam espaço no estômago, reduzindo o apetite deles para a comida.

 

 

11# Dica | Comida de Verdade para Crianças

Criança na cozinha, pode sim!

 

Sei que no início o medo deles se cortarem ou se queimarem é grande, mas eles podem, sim, auxiliar no preparo dos alimentos. Ou mesmo, quando bem pequenos, ficarem na cozinha analisando os vegetais e demais alimentos que estão sendo preparados para a refeição.

 

 

O gosto pela comida será muito maior se eles tiverem participação nesse momento.

 

12# Dica | Comida de Verdade para Crianças

Prepare de forma diferente

 

Isso é positivo para a criança, que vai experimentar algum alimento que não conhece ou não gosta tanto de outras formas, como para quem estiver cozinhando e aprendendo novas formas de fazer a comida.

Alguns vegetais podem em um dia serem servidos crus, outra hora cozidos, inteiros ou picados, adicionando novos temperos isso pode ser uma boa maneira de fazer os pequenos se interessarem pela comida.

É bom introduzir as novidades aos poucos, porque digamos que as crianças não são exatamente grandes fãs de novidades no prato. Quando vou dar algo com um nome com o qual eles talvez implicassem eu trago para palavras que façam mais sentido pra eles. Por exemplo: em vez de dizer que o jantar hoje é strogonoff, digo que é carne 🙂

 

13# Dica | Comida de Verdade para Crianças

Conecte as crianças com a natureza

 

 

O gosto pela comida de verdade é também o gosto pela natureza! Repense os passeios para shoppings e veja alternativas perto da sua casa de praias, cachoeiras, fazendas e outros lugares onde eles possam experimentar bons momentos perto da natureza.

 

14# Dica | Comida de Verdade para Crianças

Seja exemplo

 

Por último, mas não menos importante! Crianças são esponjinhas de hábitos, então na maioria das vezes eles acabam comendo de forma parecida com a da família. Por isso é importante você mostrar que também valoriza a comida de verdade, colocando quantidade e variedade de vegetais no prato e evitando comprar alimentos processados, mesmo que sejam com adoçantes, como refrigerantes e balas.

Já usou alguma dessas dicas com os pequenos? Teve bons resultados? Se lembrar de mais alguma dica que já tenha usado e funcionou, me conta nos comentários! Mesmo que seus filhos já estejam pra lá de criados!

Tweet about this on TwitterShare on FacebookEmail this to someoneCompartilhe!

CAFÉ DA MANHÃ: Receba GRÁTIS um ebook com opções Low Carb que emagrecem!

Você também vai receber dicas e novidades sobre o estilo de Vida Low Carb

Verifique o seu email!

Pin It on Pinterest

Share This