Todos os dias eu recebo alguma mensagem ou leio em grupos muitas dúvidas e uma série de informações desencontradas a respeito do papel da gordura em uma dieta low carb. A ideia desse post é consolidar as respostas para as perguntas mais frequentes, para garantir que você use a gordura saudável como a super aliada que ela é, sem neuras ou preocupações desnecessárias.

Dieta-low-carb-gordura-2

Gordura na dieta low carb | Uma dieta low carb precisa ser necessariamente high fat?

Sim! Mas a boa notícia é que você não precisa fazer nada a mais para isso acontecer a não ser cortar os carbos, comer comida de verdade e esquecer que existem calorias!

Isso mesmo, é simples assim. Imagine que em uma dieta convencional (usando como referência a minha alimentação antes de low carb que está detalhada nesse post) você consome 1700 calorias por dia. Cortando os carboidratos e mantendo o consumo de proteínas igual ou levemente maior do que você já tinha antes de iniciar, naturalmente a gordura passará a representar um percentual maior no seu consumo de calorias diárias, já que 1 grama de gordura tem 9 calorias e 1 grama de carboidrato ou proteína tem apenas 4.

Em outras palavras: cortando carboidratos, precisamos retirar energia de outras fontes, sendo as únicas possibilidades a proteína ou a gordura. Em uma dieta low carb, o carbo retirado deve ser substituído por gordura de fontes naturais – seu corpo usará a gordura como combustível no lugar da glicose: a que você come, e a que você armazena em excesso.

Dieta-low-carb-gordura-3

Mesmo já seguindo low carb há anos, o poder saciante da gordura não deixa de me fascinar todos os dias. Uma dieta pobre em carboidratos e rica em gorduras boas mantém o nível de açúcar no sangue controlado, acabando com a fome e a gula, e mudando totalmente a relação de uma pessoa com a comida!

Antes de descobrir low carb, achava que eu era uma pessoa que não tinha controle ou força de vontade nenhuma em relação a comida, hoje sei que tudo o que eu tinha era muito açúcar correndo no sangue.

Gordura na dieta low carb | Tenho muito medo de comer gordura! Como faço?

Muitas pessoas começam a dieta sem ler livros com base apenas nas informações de grupos e sites na Internet. Eu mesma comecei assim, porém muita informação na internet dá a entender que você precisa sair cortando carbos e comendo gorduras loucamente, e não é bem assim.

É claro que se você, como eu, sempre foi apaixonado por costela, bacon, nata e queijo e só estava esperando uma licença para amar a gordura sem medo de ser feliz, pode comer com gosto!

Porém se você vem de um passado de firme resistência a gordura em busca de emagrecimento, ou se simplesmente não gosta do gosto da gordura, low carb também é uma boa para você!

Dieta-low-carb-gordura-2

Minha dica nesses casos é não sair se forçando a comer torresmo, fat bomb e café com nata, vá só cortando os carbos com base no que você comia antes, daí aos poucos vai colocando um pouco a mais de azeite na salada, consumindo abacate e nozes… De leve para não virar muito rápido a chave e acabar traumatizando.

Eu mesma apesar de gostar de gordura demorei uns seis meses para desencanar, mesmo lendo muito sobre o assunto e vendo resultados excelentes em perda de peso e saúde.

Caso não goste ou não queira colocar mais gordura na dieta, é interessante acompanhar o que está comendo usando uma ferramenta como o Fat Secret. Digo isso porque se cortar carbos e continuar fugindo muito da gordura, vai acabar faltando energia para você e isso pode prejudicar seu emagrecimento, sua disposição e sua experiência com a dieta low carb.

Eu, por exemplo, como estou muito adaptada à dieta e pratico jejum com alguma frequência, tenho que me cuidar para não comer muito pouco durante a semana, por isso sempre capricho muito no azeite e manteiga que são maneiras excelentes de se obter energia sem nem notar, além de deixar qualquer prato incrivelmente mais saboroso.

Dieta-low-carb-gordura-1

Gordura na dieta low carb | Quais gorduras consumir?

Quanto menos processada, melhor! Coma qualquer tipo de carne que sentir vontade, abacate, coco, nozes, macadâmias, azeitonas, manteiga, nata, queijos amarelos. Todos esses alimentos são fontes de gordura de verdade. Fuja das gorduras super industrializados que requerem mil processos químicos e altas temperaturas para virarem gordura, como a margarina e os óleos de milho, soja e canola.

Gordura na dieta low carb | E como fica o colesterol nessa história? Aumentar o consumo de gordura não vai entupir minhas veias? Morrerei de um ataque cardíaco fulminante?

Pode demorar um tempo para você entender, mas adotando uma dieta pobre em carboidratos e rica em gordura saudável e comida de verdade, você estará fazendo um bem enorme para a saúde do seu coração.

Embora eu tenha assimilado bem rápido que uma alimentação baseada em comida de verdade é muito mais saudável do que uma baseada em alimentos industrializados e grãos – minha intuição gritava “Caramba! Como é que eu não pensei nisso antes??”, esse entendimento pode demorar um pouco mais para algumas pessoas, e isso é normal.

Pare um pouco e pense de onde vem as mensagens que dizem que você deve priorizar alimentos com pouca gordura e ricos em grãos “saudáveis”. Que você deve comer de 3 em 3 horas lanchinhos pobres em gorduras. Quase na totalidade das vezes, essas mensagens são emitidas por grandes veículos de mídia, revistas femininas e canais de TV, que dependem do dinheiro investido pelos grandes fabricantes de tranqueiras light.

Sabia que em muitos casos, o dinheiro investido para marketear as tranqueiras industrializadas é superior ao custo do produto em si? Então por favor Senhoras e Senhores, nada de adquirir informações essenciais para a sua saúde em embalagens de margarina, caixas de cereal e propagandas de iogurte.

Jar with olive oil and black olives.

A fobia de gordura que existe hoje começou nos Estados Unidos, a partir de um estudo tendencioso realizado pelo cientista Ancel Keys em 1953. Resumindo, o Sr Keys conduziu um estudo de correlação entre ingestão de gordura saturada versus incidência de doenças cardíacas em 22 países, mas na hora de publicar seus achados Mr Keys, muito espertamente, deixou no estudo apenas seis países que podiam corroborar a teoria que ele tinha, de que era a gordura a responsável pelo aumento da incidência de doenças cardíacas.

Aqui, de uma certa forma eu entendo a intenção do Ancel. Na minha carreira de analista de mercado conduzi muitos estudos. É normal você ter certeza absoluta de algo e precisar buscar números para apoiar e provar para o mundo que o que você pensa está certo. Só que no meu caso eu não comecei uma fobia de gordura que acabou por piorar a saúde geral do mundo 🙁

Ancel Keys no início dos anos 60 passou a integrar a American Heart Association que influenciava fortemente as diretrizes do governo americano, que acabou por recomendar a redução drástica do consumo de alimentos ricos em gordura saturada, dando início a uma confusão intelectual, um dogma que não só não ajudou em nada como fez um grande desserviço à população.

Como a ciência e a cultura americana exercem muita influência no resto do mundo (em especial no Brasil), esse dogma se espalhou pelo mundo todo e se tornou uma pérola da sabedoria convencional, uma daquelas coisas que todo mundo acha, mas não tem a mínima ideia do porquê.

Mandou mal, Dr Keys!

Mandou mal, Dr Keys!

A indústria alimentícia e o agrobusiness, loucos de contentes e farejando uma oportunidade de mercado gigantesca, não demoraram em trazer ao mercado uma enxurrada de produtos com baixo teor de gordura (e por isso, ricos em carboidratos).

Não tivesse o governo metido o bedelho e deixasse a evolução seguir seu curso inexorável, estaríamos melhor hoje!

Para finalizar, algumas coisas para pensar – food for thought.

– Nossos genes evoluíram a base de muita gordura e pouco carboidrato. Apenas há 10 mil anos a agricultura entrou na jogada aumentando muito o consumo de açúcar e grãos. Depois disso, quanto mais aumenta a produção e consumo de grãos, mais a população está obesa e doente. 10 mil anos parece muito mas não é – lembre-se que o homem existe há 2,5 milhões de anos.

– Não há dúvidas de que uma dieta pobre em carboidratos e rica em gordura saudável emagrece. Também não há dúvidas de que a obesidade está associada a uma série de doenças escabrosas como o câncer e a diabetes. Não parece estranho acreditar que uma dieta que faz o corpo atingir um peso saudável sem passar fome vá conduzir a morte?

Termino o post com links para os meus artigos favoritos sobre o assunto do site do Dr Souto, um dos meus gurus favoritos. Dr. Souto traz artigos importantes traduzidos e informados de uma maneira muito didática. Acompanho o que ele escreve desde que descobri low carb, ler com atenção o conteúdo que ele traz é essencial para o processo de nerdificação saudável 🙂

Artigo sobre dietas de restrição de gordura x restrição de carboidratos

Reportagem USA Today com mais um estudo sobre dietas low carb

De onde veio a ideia de que colesterol elevado é ruim?

Tem mais alguma dúvida ou “pulga atrás da orelha” sobre a ingestão de gordura saudável? Escreva nos comentários, vou atrás das respostas e vamos ajudando a construir esse post.

Tweet about this on TwitterShare on FacebookEmail this to someoneCompartilhe!

CAFÉ DA MANHÃ LOW CARB

Receba GRÁTIS um ebook com opções Low Carb que emagrecem!

Você também vai receber dicas e novidades sobre o estilo de Vida Low Carb

Verifique o seu email!

Pin It on Pinterest

Share This