Leites vegetais são um substituto do leite animal para quem tem algum grau de intolerância à lactose, é vegano ou simplesmente quer incorporar uma nova maneira de adicionar mais oleaginosas à dieta. 

Antes de começar low carb eu tomava todos os dias um copo de leite integral com toddy e às vezes, para um café da manhã mais demorado de final de semana, fazia vitaminas de leite e fruta.

O leite com toddy foi bem fácil de largar, apenas uma questão de mudança de hábitos.

Mas os smoothies (ou maciozinhos como eu gosto de chamar) e as vitaminas fazem falta para um consumo eventual, principalmente para quem já perdeu peso e incluiu mais frutas como banana, abacate, mamão e frutas vermelhas, que ficam deliciosas batidas com leite.

Além disso, um belo smoothie é uma ótima opção de café da manhã. Dependendo dos ingredientes que você usar, um smoothie pode te manter saciado até a hora do almoço.

Nesse post minhas sugestões favoritas para um café da manhã low carb

Participei aqui em Curitiba de um workshop para aprender a preparar leites vegetais, com a jornalista Flávia Schiochet, do blog Verdura Sem Frescura, focado em receitas e outras informações sobre veganismo.

leites_vegetais_4

No workshop experimentei leites de gergelim, amendoim, amêndoa, coco, castanha e avelã. Decidi reproduzir em casa os dois que mais gostei, o de castanha e o de amêndoas.

Para o meu paladar, o leite de castanhas é disparado o melhor dos dois. Algumas vantagens dele em relação ao leite de amêndoas:

Não gera resíduo. O leite de castanhas não precisa ser coado como o de amêndoas, o que é ótimo porque você aproveita 100% dos nutrientes da castanha e ainda não tem que se preocupar em achar uma receita para não desperdiçar o que sobra.

É mais prático. Como não precisa coar nem descascar, você não precisa sujar um recipiente e um paninho a mais, simplesmente bate a castanha e o leite está pronto.

É mais saboroso. O sabor do leite de amêndoas é bom, mas o de castanha é sensacional. Dá tranquilamente para tomar um copo de leite de castanha gelado puro – eu nunca consegui aguentar o gosto de leite de vaca puro.

É mais barato. Paguei R$ 60 o quilo na castanha crua, contra R$ 90 o quilo das amêndoas. Aqui no sul não tem cultivo de caju e castanha, então no nordeste essa vantagem de preço para a castanha de caju será ainda maior.

A textura é linda de viver. Olha, que textura incrível, viu. A receita pede 750 ml para uma xícara de castanha, daria para fazer 1 litro com uma consistência mais rala, mas ele mais grossinho é espetacular.

leites_vegetais_2

Leites Vegetais | Leite de amêndoas

Ingredientes

1 xícara de amêndoas cruas com casca, sem sal (aproximadamente 100 gramas)

750 ml de água quente

Água o quanto baste para deixar as amêndoas de molho

Água quente o quanto baste para descascar as amêndoas

Utensílios necessários

Liquidificador

Pano limpo para coar (usei fralda de pano mas um pano de prato serve)

Recipiente para guardar o leite (capacidade mínima 750 ml)

Recipiente para coar o leite (usei um pote de sorvete vazio)

Leites_vegetais_3

Leite de amêndoas

Passo a Passo

1. Deixe as amêndoas de molho por no mínimo 5 horas antes de fazer o leite. Coloque as amêndoas em um pote e cubra com água em temperatura ambiente. Deixe um pouco mais de água porque as amêndoas aumentam de tamanho.

2. Escorra a água, lave as amêndoas e escorra novamente.

3. Cubra as amêndoas com água fervendo e deixe descansar por 2-3 minutos.

4. Escorra a água quente e descasque as amêndoas. Ao apertar, a casca deve sair facilmente. Se não sair, precisa de mais tempo na água quente.

5. Coloque as amêndoas descascadas no liquidificador e adicione a água (dos 750 ml de água quente) somente até cobrir, reserve o restante.

6. Bata bem as amêndoas cobertas com a água até formar uma pasta bem homogênea (2 minutos).

7. Abra a tampa pequena do liquidificador e vá adicionando o restante da água quente aos poucos, vá adicionando um fio de água até colocar todos os 750 ml.

É importante fazer primeiro a pasta e ir acrescentando a água quente aos poucos, isso garante a textura do leite!

8. Disponha o pano limpo sobre o pote e com cuidado e lentamente despeje o conteúdo do copo do liquidificador em cima do pano, como se fosse um coador.

9. Levante o pano lentamente e comece a fechar o pano apertando, para retirar completamente o líquido. Vá devagar para não queimar os dedos. Reserve o bagaço para outra receita.

10. Passe o leite para um recipiente limpo com tampa e conserve na geladeira.

Leites Vegetais | Leite de castanhas

Ingredientes

1 xícara de castanha de caju crua sem sal (aproximadamente 100 gramas)

750 ml de água quente

Água o quanto baste para deixar as castanhas de molho

leites_vegetais_5

Leite de castanha, textura incrível

Utensílios necessários

Liquidificador

Recipiente para guardar o leite (capacidade mínima 750 ml)

Passo a Passo

O modo de fazer é praticamente o mesmo do leite de amêndoas, sem o processo de coar.

1. Deixe as castanhas de molho por no mínimo 5 horas antes de fazer o leite. Coloque-as em um pote e cubra com água em temperatura ambiente. Deixe um pouco mais de água porque as amêndoas aumentam de tamanho.

2. Escorra a água, lave as castanhas e escorra novamente.

3. Coloque as castanhas descascadas no liquidificador e adicione a água (dos 750 ml de água quente) somente até cobrir, reserve o restante.

4. Bata bem até formar uma pasta bem homogênea (2 minutos).

5. Abra a tampa pequena do liquidificador e vá adicionando o restante da água quente aos poucos, vá adicionando um fio de água até colocar todos os 750 ml.

Para dar uma textura a mais nos leites especialmente se você for usar um pouco mais de água para o leite render mais, a Flávia recomendou bate-los com uma colher de sopa de sementes de chia hidratadas em água quente. Eu experimentei essa opção lá e achei ok, embora prefira a versão natural – tenho implicância com chia.

leites_vegetais_6

Leite de castanhas com morangos e amoras

Leites Vegetais | Sugestões de uso

Misturado ao café

No workshop a Flávia preparou uma bebida de café gelado (cold brew coffee) com leite vegetal que foi o ponto alto da noite. Com café passado quente fica bom também, mas não melhor do que o clássico café com nata. Para os com intolerância à lactose ou veganos, é uma boa maneira de substituir.

Frutas vermelhas

Experimentei dois preparos diferentes, um com morangos e amoras e outro com uma banana e amoras. Obviamente o com a banana ficou sensacional, mas a banana precisa caber na sua cota de carboidratos. Se tiver muito para a perder, vá de frutas vermelhas, fica igualmente bom.

leites_vegetais_7

Abacate

Já faço uma vitamina com abacate, água, nata e um pouco de adoçante, daí fiz uma versão usando o leite vegetal no lugar água e da nata. Essa preparação é bem rica em gordura, o que significa saciedade por várias horas.

Achocolatado

Não sou muito de preparar receitas tipo sobremesa ou bolos, mas tenho interesse em incluir cacau em pó na minha alimentação, por causa do perfil de nutrientes e dos antioxidades que o cacau tem.

Uma boa maneira de aproveitar os leites vegetais para incluir cacau é fazer um super achocolatado low carb, batendo no liquidificador 2 colheres de chá de cacau, um copo de leite de castanhas ou amêndoas, meia colher de café de essência de baunilha e adoçante.

Achocolatado low carb

Achocolatado low carb

Puro

Fica muito bom estupidamente gelado, também dá para bater com gotas de essência de baunilha e gotas de adoçante.

Manteiga de amendoim

Tenho um pote de whey protein em casa que uso raramente, daí experimentei um shake de leite de castanhas com 2 colheres de sobremesa de manteiga de amendoim, 1 scoop de whey protein sabor baunilha, 2 colheres de chá de cacau e gotas de adoçante. Como já falei nesse outro post amendoim e whey não são paleo, mas são low carb e ok para consumo eventual.

Como já estou em manutenção experimentei também a mesma receita com uma banana e sem o whey, ficou inacreditável e foi o meu almoço do dia.

leites_vegetais_9

Smoothie de banana, manteiga de amendoim e cacau

Crianças

Para quem tem filhos pequenos e quer diminuir o consumo de leite de vaca de caixinha o leite vegetal é uma ótima, batido com banana e cacau ou outras preparações que possam agradar.

Como fiz só um litro e meio de leite que deu para os preparos que eu queria testar não tive a chance de dar para o meu bebê de 11 meses, na próxima ele vai experimentar puro e geladinho.

Leites Vegetais | Algumas informações importantes

Contagem de carbos

Amêndoas 100 gr (1 xícara) tem 18 gr de carbos líquidos que fazem 750 ml de leite

4 porções de aproximadamente 4 gr de carbos cada (contando com o resíduo que você aproveitará para outra receita)

Castanhas 100 gr (1 xícara) tem 25 gr de carbos líquidos que fazem 750 ml

4 porções de aproximadamente 6 gr de carbos cada

Fonte: tabela TACO

Para diminuir a quantidade de carboidratos caso ainda esteja nas fases de perda de peso, use mais água no preparo.

Dá para usar até 1,2 litro de água sem prejudicar muito a textura dos leites, nesse caso você terá que fazer duas “viagens” no liquidificador, porque na maioria dos liquidificadores domésticos tem capacidade total 1 litro.

Armazenagem

Leites vegetais podem ser congelados, dá para coloca-los em forminhas de gelo e ir usando aos poucos.

Na geladeira, use antes de 3 dias, após isso eles ficam com um sabor e aroma diferentes.

Leites Vegetais | Conclusões

Prefiro manter a minha alimentação o mais simples possível, focando no consumo de carnes variadas e muitos vegetais.

Mas os leites vegetais, especialmente o de castanha são muito saborosos e uma ótima maneira de incluir frutas e oleaginosas na alimentação, além de serem mais uma opção de café da manhã low carb.

Você já experimentou leites vegetais caseiros? Tem alguma sugestão de consumo para compartilhar?

Tweet about this on TwitterShare on FacebookEmail this to someoneCompartilhe!

CAFÉ DA MANHÃ: Receba GRÁTIS um ebook com opções Low Carb que emagrecem!

Você também vai receber dicas e novidades sobre o estilo de Vida Low Carb

Verifique o seu email!

Pin It on Pinterest

Share This