Há cinco anos atrás, em abril de 2012, eu começava minha jornada no estilo de vida Low Carb.

Em 1 ano, eu perdi 30 quilos. Comecei a dieta com 86 quilos e 1 ano depois a balança registrou 56,6. Hoje em dia comemoro 4 anos de manutenção da perda de peso, mantendo um peso que flutua entre 57 e 58 quilos.

É um pouco a mais do que eu estava nessa mesma época no ano que perdi todo o peso que queria, sim – mas tudo indica que é o ponto de equilíbrio que o meu corpo encontrou. Quando comecei a dieta, minha meta era chegar aos 65 quilos (era o meu mínimo histórico na idade adulta).

 

Momento selfie na academia para celebrar meu aniver low carb

Momento selfie na academia para celebrar meu aniver low carb

Desde que entendi que low carb realmente funcionava e que era a dieta certa para mim, pintou uma preocupação muito grande em relação a como seria a manutenção desse peso eliminado – afinal de contas, eu já tinha perdido peso outras vezes e voltado a engordar. Aliado a isso, topava com histórias de pessoas que tinham feito low carb e voltado a engordar.

Algumas perguntas que me vinham sempre à cabeça:

E quando eu chegar no meu objetivo? Se estou perdendo peso comendo da forma como estou comendo agora, como vou fazer quando atingir minha meta? Ponho mais carbos na dieta? Que tipo de carbos? Será que eu vou poder sair eventualmente da dieta sem perder o controle? Aguentei comer dessa forma durante dois anos, será que aguento para o resto da vida?

Para ser bem sincera, muitas dessas preocupações ainda são muito presentes na minha vida. Eu sabia que a manutenção seria a parte mais difícil da jornada.

E é mesmo.

Quando você está perdendo peso, toda a semana tem um motivo para comemorar, os gramas ou alguns centímetros perdidos. Mas quando você chega lá, tudo muda e você precisa ser criativo para manter a linha e traçar novos objetivos.

Mas eu sobrevivi por cinco anos! Comendo muita comida de verdade até ficar satisfeita, cozinhando bastante e amando cada vez esse estilo de vida. Vendo resultados muito bons no espelho.

Por isso eu vou me manter firme para sempre, comprometida em entender cada vez mais sobre os alimentos e buscando uma forma física ainda mais caprichada. Algumas coisas que aprendi sobre manutenção da perda de peso e que compartilho aqui com vocês:

1. Nunca passe mais de uma semana sem se pesar.

Olhando pra trás, vejo que meu grande erro foi sempre varrer a sujeira pra baixo do tapete. Eu não tinha balança em casa, daí ia engordandinho devagar, via as roupas irem apertando mas ia adiando o encontro com a balança.

Quando finalmente tomava coragem para encarar a realidade de frente, procurava uma balança, constatava os quilos a mais, daí dá-lhe dieta de 1.200 calorias por dia e spinning 5 vezes por semana. Eu conseguia, emagrecia um pouco, voltava a comer um pouco mais (afinal quem aguenta 1.200 calorias por muito tempo com aeróbicos intensos?) e quando via já estava gordinha de novo.

Woman Weighing Herself Wearing Cute Fun Girlie Socks

Quando comecei low carb me pesava todos os dias no mesmo horário, hoje em dia me peso uma ou duas vezes por semana. E não pense que de vez em quando eu não fico querendo deixar pra depois – obviamente sempre que como muito fora da dieta.

Volta e meia eu me pego querendo varrer a sujeira pra baixo do tapete de novo. Nessas horas, me dou conta da bobagem que estou fazendo, e encaro a coisa de frente. Como eu coloquei esses dias em um cartaz do Facebook: a batalha mais dura que você vai lutar é contra você mesmo.

2. Restrições viram hábitos.

No início, resistir a um Pringles de petisco no almoço dominical na casa da minha sogra era uma tortura, eu tinha que ir pra outro cômodo, enfiar a cara numa revista. Não comer um misto quente no café da manhã era um absurdo. Mas como eu já disse no último post, tudo é hábito. E de repente, você se vê sentada belamente na frente de um potinho com Pringles, e aquilo não tem mais AQUELE apelo sensual. E eu ainda acho Pringles muito gostoso, mas como sei que aquilo é um lixo tosco transgênico disfarçado de batata de verdade, eu não pego, e já me acostumei.

3. Low carb é para a vida inteira.

Muita gente adere ao low carb com um objetivo específico, como entrar num vestido X para um casamento Y. Essa é a fórmula do fracasso! Se quiser continuar cabendo no seu novíssimo jeans 38, terá de transformar low carb em algo tão normal quanto respirar. O que soa contraditório com a próxima dica…

4. Um dia de cada vez.

Embora eu tenha o objetivo de ser a velhinha mais sarada da cidade, a responsa pesa um pouco menos se você encarar low carb como uma abstinência de álcool para um alcoólatra – um dia de cada vez. Em vez de pensar daqui a 30 anos, planeje as próximas 24 horas. Soa muito mais fácil, não?

5. Tenha um limite de ganho de peso.

Eu não posso afirmar com certeza de que todo mundo que adere ao low carb vai furar a dieta eventualmente, mas eu acredito que vai sim. Então, tenha o seu planejamento estratégico. Qual é o peso do qual você não pode passar por nada desse mundo? O meu é a barreira dos 59 quilos. Daí é alerta vermelho, acompanhamento no Fat Secret, metas diárias e foco no objetivo. Carinhosamente chamada de operação Faca na Caveira.

manutencao da perda de peso low carb 1

6. Você perdeu peso, não fez um transplante de personalidade.

Eu sempre fui comilona, sempre gostei de bater um belo pratão. Não é porque agora tenho 58 quilos e visto 38 que eu vou mudar. Dentro de mim sempre vai morar uma gordinha de quase 90 quilos, então não dá para sair por aí achando que posso arrepiar nos carbos sem consequências. Assim como eu me jogo numa boa picanha, me jogo no que não deve também. Sempre alerta!

7. Mantenha-se conectado.

Já falei mil vezes e repito: participe dos grupos. Curta as fotos de quem perdeu peso, nem que seja 300 gramas e você não veja lá muita diferença entre a foto do antes e a do depois. Acompanhe blogs. Ajude quem está começando e tem curiosidade e vontade de aprender.

Vocês não sabem, mas ter esse blog faz parte do meu plano para ficar magrinha para sempre – muahahahaha. Ajudar é bom. A gente acha que ajuda os outros mas no fundo está se dando uma baita ajuda. Crie um blog. Uma página no Instagram. Se quiser ajuda estou dentro.

manutencao da perda de peso 5

8. Trace novos objetivos.

Chegou no seu peso alvo depois de meses ou até anos de batalha? Não deixe sua força guerreira se perder, arrume logo novos objetivos. Valem dos menores e até os mais ousados: diminuir percentual de gordura, fazer seu próprio queijo, melhorar o aspecto da sua bunda, levantar 45 quilos no agachamento livre, fazer a rota de Santiago de Compostela de bike. Canalize a sua capacidade de atingir objetivos para novas empreitadas.

9. Comemore!

Manter o peso requer muito foco e determinação. Celebre seus aniversários de manutenção com muito estilo, com uma refeição low carb super chic e um bom vinho para acompanhar. Lembre a você mesmo como você é fera e consegue realizar as coisas que planeja. Viva!

manutencao da perda de peso 3

10. Aceitação social.

No início, é bom ser discreto em relação ao fato de você estar restringindo a ingestão de carboidratos. Porque é um conceito diferente para a maioria das pessoas, você será muito questionado e gastará muito latim para defender a sua escolha. Com o tempo, no entanto, as pessoas que convivem mais de perto com você passam a aceitar as suas escolhas e, pasme, vão mudar um pouco a alimentação delas também! Melhor do que tentar convencer as pessoas, é servir como um bom exemplo. Os resultados falam por si.

11. As preparações ficam mais simples.

Quando começamos low carb, o apego as receitas com macarrão e pão fazem a gente procurar mil receitas, tentar coisas elaboradas. Isso pode dar margem à muita frustração e comida jogada fora, já que macarrão e pão tem características que só o glúten dá para os alimentos.

Hoje, a maioria das minhas refeições, principalmente quando cozinho só pra mim, são uma carne com uma salada bem farta ou simplesmente uma mistureba de uma panela só com um pouco de tudo o que tem na geladeira. Me sinto super ogra comendo alguns rangos que eu faço – adoro.

A impressão que eu tenho é que a gente para de comer com os olhos, e passa comer para nutrir o corpo, como deve ser.

12. A Regra dos 80-20 é uma mão na roda.

O Mark Sisson, da dieta Primal, diz que se você se mantiver na linha pelo menos 80% do tempo, terá bons resultados. Realmente é isso mesmo! O difícil é garantir que o 20% não vai virar 25% e logo 30% e quando você vê, engordou. Por isso, olho na balança!

paleo 80 20

E outra coisa muito importante: não se venda por pouco. Se num arroubo de gordice temporário você decidir comer um doce, vá na sorveteria mais top da cidade, com aquele mega sorvete gourmet que custa R$ 10 a micro bola, e coma a desgraça do sorvete. Coisa mais inconcebível hoje em dia para mim é comer biscoito – imagina se eu vou gastar meus 20% comendo um bloco de farinha seco, açucarado e cheio de gordura vegetal?

13. Uma junk food chama a outra.

Depois de comer o sorvete, seu cérebro vai achar que está de volta ao mundo das gordices. Dê a ele um choque de realidade e garanta que sua próxima refeição seja super saudável. E nada de cortar os carbos da salada para descontar os do sorvete! Senão você começa a se enganar achando que pode comer toda a sua cota de carbos com porcaria, prejudicando a sua boa nutrição.

Aproveite a sua jacada para aprender: analise a situação e se pergunte o que te levou a sair da linha, se foi uma emoção, uma situação ou alguém. Isso não quer dizer inventar desculpas, estou falando de auto conhecimento mesmo. No meu caso o gatilho da jacada quase sempre tem um fundinho emocional, ou porque fui exposta a comidas que eu acho muito boas e não resisti, como a polenta frita na galeteria.

14. Uma boa dieta é o principal, e o exercício é o melhor coadjuvante na manutenção da perda de peso.

Embora uma dieta bem feita represente mais de 80% do sucesso, manter uma rotina de exercícios vai te garantir um corpo mais firme, um percentual de gordura melhor e novas metas para atingir. E depois, quando você acabou de sair de um treino de mais de uma hora super intenso, a última coisa que você quer é cometer um atentado contra o seu comprometimento com um estilo de vida saudável.

Se você já alcançou seu peso alvo e quer compartilhar dicas, fique à vontade para comentar!

Tweet about this on TwitterShare on FacebookEmail this to someoneCompartilhe!

CAFÉ DA MANHÃ: Receba GRÁTIS um ebook com opções Low Carb que emagrecem!

Você também vai receber dicas e novidades sobre o estilo de Vida Low Carb

Verifique o seu email!

Pin It on Pinterest

Share This