Marmitas Low Carb – Quando você se compromete em buscar uma alimentação saudável, ao mesmo tempo se compromete em dedicar mais tempo à cozinha.

Isso inclui planejar refeições, fazer compras e preparar a própria comida em casa sempre que possível.

Só que muita gente trabalha e estuda ao mesmo tempo, passa muitas horas no trabalho, treina.

Ou tudo isso junto, e ainda com filhos pequenos. Quem disse que era fácil? Mas isso não quer dizer que seja impossível. 

Se a sua vida é super corrida mas você quer diminuir os carboidratos, as marmitas low carb podem ser uma grande mão na roda na sua vida.

marmitas-low-carb-1

Quem adere às marmitas low carb tem vantagens bem interessantes:

  • Diminui o desperdício de comida aproveitando sobras de refeições e garantindo que os vegetais tenham rotatividade na geladeira.
  • Consome menos óleos vegetais, espessantes e temperos artificiais que são muito usados na comida dos restaurantes.
    Opções low carb em restaurantes são super práticas e quanto mais tiver, melhor para nós.
    Mas é uma ótima ideia reduzir o consumo de óleos vegetais refinados e preferir as gorduras naturais dos alimentos.
  • Economiza dinheiro. Quando comecei low carb trabalhava em um lugar com um refeitório com opções péssimas, então acabava gastando bastante com restaurantes.
    Hoje em dia no coworking também, se não trago marmita vou a restaurantes, o que acaba saindo caro.
  • Fica mais fácil controlar detalhes. Eu recomendo comer low carb usando a intuição e não se preocupar muito com números, mas para quem está usando low carb como estratégia de perda de gordura ou está diminuindo calorias para tentar destravar a balança, a marmita é uma ótima para garantir que você vai comer de acordo com os seus objetivos.

Eu trabalho há algum tempo em escritórios de coworking, onde sempre tem uma cozinha comunitária com micro-ondas. Como as marmitas fazem parte importante da minha estratégia de alimentação low carb, tenho algumas dicas interessantes para compartilhar.

marmitas-low-carb-2

Algumas dicas vão funcionar melhor para quem tem geladeira e micro-ondas no trabalho, outras funcionam também para quem tem menos estrutura. Vamos lá:

1. Cozinhe quantidades maiores

Dá para preparar duas ou mais marmitas, depende do seu estilo e da sua rotina.

Eu devo confessar que fico com um certo nojinho quando a comida está na geladeira há mais de 3 dias, então faço o estilo marmiteira de oportunidade: levo marmita quando sobra o suficiente do jantar, para comer no almoço do dia seguinte. 

Além disso não consigo (nem quero) ter tão planejado o que vou comer por tantos dias, prefiro deixar aberto para alguma receita que eu queira testar ou uma refeição fora de casa. 

Para mim a marmita funciona como uma maneira de preparar duas refeições com o esforço (e a louça!) de uma e de consumir restos de refeições para manter sempre a geladeira organizada.

Alguns pratos low carb que são muito gostosos, mas dão trabalho para fazer (tipo lasanha de berinjela), são perfeitos para fazer numa porção maior para sobrar para a marmita.

marmitas-low-carb-3

2. Prepare receitas que possam ser aquecidas (ou não)

Algumas receitas ficam tão gostosas aquecidas quanto sem aquecer.

Esses cupcakes salgados, a pizza low carb e essa torta de farinha de amêndoas são exemplos ótimos.

3. Não precisa ser comida no formato tradicional

Uma das minhas combinações de marmitas favoritas é com castanhas, cubos de queijinhos, salame, pepino cru, palitos de cenoura, ovos de codorna e tomatinhos cereja.

Esses são ingredientes que quase sempre tenho em casa, então é uma ótima solução de última hora.

marmitas-low-carb-4

4. Experimente comer as carnes frias

Algumas carnes se mantém macias sem precisar esquentar, e ficam muito gostosas.

Frango ou salmão já preparados, atum ou sardinha em conserva e camarão ao bafo ficam ótimos frios temperadas com azeite.

A carne de boi pode ser refogada em cubos pequenos de um corte mais macio como o mignon por exemplo, ou dá para cozinhar na pressão e desfiar.

Daí você pode acompanhar com legumes que ficam gostosos comidos frios, como um mix de vagem, cenoura, abobrinha e brócolis.

marmitas-low-carb-5

5. Sopa para viagem

Uma ideia legal é preparar sopas em quantidade maior e levar em potes (cuidado especial com os vazamentos).

Veja aqui algumas ideias de sopas low carb

Se conseguir levar um saquinho com uma salsinha fresca picada e queijo ralado, a felicidade fica completa.

6. Escolha uma marmitinha para chamar de sua

Eu procuro comprar só o necessário, mas ter uma boa marmitinha para chamar de sua é muito amor <3

Não 5 ou 6 marmitas, uma marmita só por pessoa é o suficiente.

A minha é super lindona, de um plástico mais duro que vai no micro-ondas, uma boa vedação e capacidade que equivale a um prato cheio (bem cheio), com duas divisórias. É essa vermelha que aparece nas fotos do post, da linha Picnic da marca Coza.

Levo ela na mochila do notebook e nunca aconteceu de vazar ou do conteúdo dos dois compartimentos se misturarem.

Quem come na rua e não tem como refrigerar a refeição ou demora muito até chegar no trabalho pode procurar modelos de marmita que acompanhem uma bolsa térmica.

marmitas-low-carb-6

7. Tenha vegetais pré-preparados e ovos cozidos

Embora a ideia de ter marmitas montadas para a semana inteirinha não me apeteça, sempre dá para deixar alguns ingredientes pré preparados para ir montando as marmitas low carb ao longo da semana, daí se não rolam marmitinhas dá para usar nas refeições em casa.

Folhas verdes lavadas e  secas em um pote ou saco fechado com um pedaço de papel toalha para absorver a umidade, tomates cereja lavados, ovos cozidos, legumes como couve flor, brócolis e vagem cozidos (cuidado para não cozinhar demais) são alguns ingredientes que eu deixo pronto com uma quantidade maior para agilizar.

8. Leve saladas no pote

O lindo de low carb é que não precisa se preocupar com as calorias, e isso permite que as saladas se transformem em refeições super completas e que satisfazem muito. 

Eu sou absolutamente doida por salada, e elas ficam especialmente lindinhas montadas em um pote de vidro com os ingredientes todos à mostra.

Nesse artigo dou dicas para transformar suas saladas em refeições que emagrecem e alimentam muito e também falo sobre como montar a salada no pote.

marmitas-low-carb-7

9. Carnes e vegetais misturados

Uma forma super prática para preparar marmitas é fazer receitas de uma panela só, que contemplem uma opção de carne misturada com muitos vegetais.

Eu tenho uma frigideira wok que é perfeita para esse tipo de preparação: frito manteiga, cubos de frango, boi ou porco e depois acrescento em pedaços graúdos o que tiver em casa: pimentões coloridos, cebola, vagem, brócolis ou couve flor, cenoura em rodelas, castanhas, amendoim.

Dá para temperar com sal e pimenta e com molho shoyu light (sem açúcar) que deixa formar um molhinho bem gostoso na fritura da carne.

10. Congelamento

Eu não costumo congelar marmitas inteiras, mas congelo alguns potes com porções de carne moída refogada, frango desfiado ou carne de panela, daí para montar a marmita é só usar uma das porções congeladas acompanhada dos vegetais que você tiver em casa.

A maioria das sopas também pode ser congelada. Sopas com creme de leite ou nata vão perder um pouco da textura, mas dá para congelar também.  

marmitas-low-carb-8

11. Sanduíche!

Meu café da manhã de quase sempre são dois ovos fritos no azeite, mas às vezes faço essa receita de pão low carb, que é bem gostosa e prática para levar sanduíches montados na marmita.

Dá para rechear os sanduíches com queijo, tomate, cream cheese, rodelas de pepino, salame ou outro recheio low carb que você tenha em casa.

12. Não ligue para os olhares para a sua marmita

Algumas pessoas ficam sem jeito de marmitar na frente da turma do escritório, já que comidas low carb podem despertar perguntas e comentários sem fundamento.

Nessas horas é importante lembrar que é sua a responsabilidade pelas suas escolhas e que a maioria dos comentários está mais ligado ao ressentimento da pessoa com ela mesma por não ter a mesma disciplina.

Nesse artigo dou dicas para lidar com o mundo ao seu redor ao aderir a Low Carb

13. Busque uma parceria de marmitagem

Se você tem algum amigo ou amiga no trabalho que viu seus resultados e se animou em começar também, chame para ser sua parceria de marmita! Nem que seja uma ou duas vezes por semana.

marmitas-low-carb-9

14. Marmitas Low Carb: Cultive o hábito

Se você acha que as marmitas low carb são importantes para te ajudar a atingir resultados (seja emagrecer, se alimentar melhor ou economizar uma grana), é importante trabalhar na criação do hábito.

Como fazer isso?

Se você sai para trabalhar de manhã, prepare a marmita no dia anterior, à noite. Para lembrar sempre, deixe para montar a marmita depois de algo que você faz diariamente.

No meu caso, deixo para aquele momento em que estou tirando a mesa do jantar e guardando as coisas.

Um fator essencial no desenvolvimento de um hábito é não se martirizar se passar semanas com preguiça de fazer a marmita, apenas mantenha o objetivo e faça o seu melhor, sem jogar tudo para o alto e nunca mais tentar.

E você, é adepto da marmitagem? O que sempre tem nas suas marmitas low carb? Conte nos comentários!

 

Tweet about this on TwitterShare on FacebookEmail this to someoneCompartilhe!

CAFÉ DA MANHÃ: Receba GRÁTIS um ebook com opções Low Carb que emagrecem!

Você também vai receber dicas e novidades sobre o estilo de Vida Low Carb

Verifique o seu email!

Pin It on Pinterest

Share This